ESCOLAS MUNICIPAIS
PDE ATIVIDADES
HTPI ONLINE
ID PROJETOS
EDUCADOR de APOIO
PUBLICAÇÕES

Compartilhe:

• Praia Grande participa do 2º Encontro de Educação Especial e Inclusiva

Publicado em 19/09/2022 - por Daniel Elias, MTB: 59.233

A Secretaria de Educação (Seduc) participou do 2º Encontro de Educação Especial e Inclusiva promovido pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e a empresa Foccus Educação e Tecnologia. O evento, organizado pela Undime São Paulo, ocorreu nesta quinta-feira (15), na UniNove – Campus Vergueiro. O encontro trabalhou a temática “Por um Olhar Mais Ampliado e Reflexivo”.

Praia Grande foi representada pela secretária de Educação, a professora Cida Cubilia, e pelos responsáveis das coordenadorias de Educação Especial, Julia Ribeiro Costa, e de Formação e Aperfeiçoamento, José Amaro de Mendonça Júnior. O encontro tem como objetivo retratar a importância e a necessidade da educação especial e inclusiva, com a finalidade de trabalhar a equidade dentro do contexto escolar.

O encontro debateu as principais pautas alusivas à educação especial e inclusiva. Um dos pontos mais abordados no momento diz respeito ao atendimento aos alunos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Outros assuntos trabalhados pelos palestrantes foram a diferença entre educação especial e inclusiva, a importância dos profissionais de apoio, a necessidade da Libras e do bilinguismo, entre demais pontos.

O 2º Encontro de Educação Especial e Inclusiva teve a participação de nomes relevantes. Entre eles, uma das dez melhores professoras do mundo pelo Global Teacher Prize, Doani Bertan, do promotor de Justiça e secretário do Grupo de Atuação Especial de Educação (Geduc), do Ministério Público de São Paulo (MPSP), João Paulo Faustinoni, e advogada e assessora jurídica da Undime São Paulo, Sarita Peres.

De acordo com a secretária de Educação, a professo Cida Cubilia, momentos como o Encontro de Educação Especial e Inclusiva são pertinentes por não se tratar de uma temática que precisa de um debate contínuo. “Não se trata de um assunto fechado, pois constantemente novas situações e pontos de vistas surgem no que tange à educação especial e inclusiva. E o Encontro nos permite essa reflexão, ainda mais quando comparamos com a realidade em nossa Cidade”

Voltar