ESCOLAS MUNICIPAIS
PDE ATIVIDADES
HTPI ONLINE
ID PROJETOS
EDUCADOR de APOIO
PUBLICAÇÕES

Compartilhe:

• Página a Página promove a prática da leitura a alunos das escolas municipais

Publicado em 15/02/2022 - por Autor desconhecido

Cada vez mais, a tecnologia toma conta da rotina de adultos e crianças. Tablets, celulares e notebooks tornaram-se ferramentas fundamentais de ensino nos últimos tempos. Mas uma prática não pode deixar de existir, a de ler um bom livro. Para fomentar cada vez mais o hábito da boa leitura, nesta segunda-feira (14), a Prefeitura de Praia Grande lançou o projeto Página a Página, em solenidade realizada na EM Mahatma Gandhi, no Bairro Melvi.

Durante a cerimônia, alunos das EMs Maria dos Remédios Carmona Milan, Joaquim Augusto Ferreira Mourão e Eduardo Gonçalves do Barreiro e da anfitriã receberam maleta repleta do projeto Página a Página. Eles representam os estudantes das turmas de Infantil I e II, 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Complementação Educacional, que junto com os da Educação de Jovens e Adultos (EJA), serão contemplados com os livros que atendem a cada segmento de ensino.

Aluna no 9º ano da EM Joaquim Augusto Ferreira Mourão, a jovem Kimberly Toledo Martins, 15 anos, recebeu a maleta direto das mãos da prefeita, Raquel Chini, e da secretária de Educação, a professora Cida Cubilia. Frequentadora da unidade do Porto do Saber, no Bairro Samambaia, a estudante ficou feliz em receber novos livros. Para ela, será mais um incentivo de praticar a leitura.

“Ficamos muito tempo longe da escola. Voltar para essa rotina e, junto com isso, ganhar essa maleta repleta de livros é muito legal”, destacou a jovem da EM Joaquim Mourão. “Além de permitir que a gente embarque nas histórias, a leitura nos traz outro conhecimento. Ela possibilita conhecer novas palavras, o que melhora o nosso vocabulário quando vamos escrever”.

Com a novidade em mãos, o estudante Ricardo Vicente Marangone da Silva, 9 anos, não escondia a ansiedade para ver o que tinha dentro daquele recipiente. Aluno do 4º ano na EM Mahatma Ganhi e por participar da EM Eduardo Gonçalves do Barreiro, ele será duplamente beneficiado. Por fazer parte das atividades da Complementação Educacional, o pequeno receberá duas maletas: uma referente a sala de aula e a outra do contraturno escolar. “Não vejo a hora de poder ler os livros”, contou Silva.

A partir de agora, a entrega das maletas ocorre de forma gradativa. Nos próximos dias, as escolas desenvolverão cronograma de distribuição dos livros aos alunos, assim como aconteceu com os kits de material escolar. “O evento realizado neste momento marca o início deste processo. Trata-se de mais uma ação da Seduc para disponibilizar recursos para que possamos recuperar o tempo que perdemos nos últimos anos”, destacou a titular da Educação, Cida Cubilia.

Para resgatar esse período, a Secretaria de Educação colocará em prática o projeto Ponte do Saber. Trata-se de uma série de ações que serão desenvolvidas dentro e fora da sala de aula para reforçar o ensino dos alunos. “Nossos alunos e professores terão em mãos mais uma ferramenta de aprendizado. A Secretaria de Educação busca de todas as formas incrementar a qualidade das aulas oferecidas nas escolas municipais e essa será mais uma delas”.

Mas, o que é? - O projeto Página a Página consiste na distribuição de uma maleta para alunos do Infantil I e II, do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, Complementação Educacional e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Por intermédio dela, os estudantes recebem obras literárias para que sejam trabalhadas dentro e fora da sala de aula.

Com o material em mãos, os professores poderão desenvolver as ações ao longo do ano. O Página a Página tem como objetivo, além de despertar o interesse pela leitura, ampliar o vocabulário dos alunos, propor a participação da família na vida escolar dos estudantes e possibilitar o compartilhamento e a vivência de emoções. Somado a tudo isso, também promoverá a integração com produto final, que estimulará a formação crítica dos meninos e meninas.

Nas maletas de Educação Infantil, os alunos vão receber cinco títulos. Já os estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental ganharão quatro livros. Já os da Complementação Educacional terão cinco, enquanto os matriculados nas turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) obterão um exemplar por semestre para ser trabalhado. Os exemplares serão diferentes de acordo com nível e atendendo à diversidade de cada segmento, para ser trabalhado junto com os docentes.

Voltar